Procurando algo?

16/12/2013

Papo de guria: qual é o perfil do homem que trai?


Às vezes pode ser muito difícil descobrir se o seu namorado ou marido está te traindo. Não posso falar muito sobre isso, por que nunca aconteceu comigo e as minhas amigas não comentam muito sobre esse tipo de coisa.

O que eu tenho a dizer é que quando você sente que algo não esta indo bem no relacionamento ou que
alguém não esta satisfeito, pode ter certeza de que isso não é pouca coisa e de que isso também não é
coisa da sua cabeça. O problema existe, e o homem trai e muitas vezes, a culpa não é sua.

É claro que muitas vezes, eles traem simplesmente por que você esta ausente.
Eu achei um texto super interessante da Nova Cosmopolita que traça os 5 principais perfis dos homens que traem.
Confiram:


O imaturo

Como ele é: Jovem, na faixa dos 20 aos 25 anos, quer aproveitar a vida ao máximo e pontuar - leia-se transar - com muitas garotas.

Sua frase típica: "Ontem peguei uma mulher super gostosa."

Por que decide trair: Está focado no próprio prazer e deseja mostrar aos amigos que é o bom. Mais do que sexual, seu objetivo é competitivo. "Por um lado, tem necessidade de fincar raízes; por outro, privilegia o fast love, o consumo rápido, que o satisfaz", diz o psiquiatra italiano Willy Pasini em seu livro Amores Infiéis - Psicologia da Traição (Rocco). Sua personalidade está em formação e a infidelidade é consequência disso.

Como age: Em seus relacionamentos clandestinos, geralmente não sente aquela paixão avassaladora. O sexo é feito de maneira mecânica, como num videogame. Pode dizer que está envolvido e, logo depois, sentir a mesma empolgação por outra.

O dividido

Como ele é: Não está feliz em seu relacionamento estável - casamento ou namoro de anos -, mas também não tem coragem de terminar. Faz o tipo monogâmico. "Para ele, a esposa é, ou deve ser, tudo: amiga, amante, companheira, cúmplice", analisa Mirian em um livro. "Ela deve ser o equivalente a todas as mulheres do mundo, sem faltas ou vazios que poderiam ser preenchidos por outras. Ela é única, especial, plena, insubstituível. Apenas crises conjugais ou pessoais justificariam a presença de outra mulher, o que provocaria uma ruptura do casamento", completa.

Sua frase típica: "Minha mulher não me dá mais a mesma atenção."

Por que decide trair: Pode ser que o sexo com a oficial tenha se tornado escasso. Ou a paixão tenha acabado. E ele não consegue administrar a mudança de fase pela qual a relação está passando. "Depois de três anos, a dopamina (hormônio da base do desejo) é substituída pela oxitocina (hormônio da ternura), que desloca biologicamente o amor de um casal para sentimentos menos arrebatadores, como a ternura e o respeito pelo outro", explica Pasini. "Mas há homens e mulheres que não se contentam com o novo ritmo ditado pela oxitocina e pelo afeto. Têm necessidade de se sentir apaixonados e, por isso, seguem o coração", diz o especialista.

Como age: Com covardia. E se sente vítima da situação. Esconde a traição e fica nesse impasse até que a mulher descubra. Às vezes, deixa rastros de suas escapadas, pois, inconscientemente, prefere ser flagrado a tomar a iniciativa de assumir que não está satisfeito.

 O aventureiro

Como ele é: Tem a convicção de que o homem deve ter várias mulheres sempre. É o típico Don Juan. "Para ele, a infidelidade é decorrente de uma necessidade interior, da natureza masculina, e não está relacionada a nenhum problema do casamento", fala a antropóloga Mirian Goldenberg, autora de livros como Por Que Homens e Mulheres Traem? (BestBolso).

Sua frase típica: "O instinto do macho é a poligamia. Não posso ir contra isso."

Por que decide trair: Para viver fortes emoções sempre. "Há pessoas que costumo chamar de sensation seekers - caçadores de sensação -, que vivem na permanente busca de sensações excitantes, que exigem muito do casamento", conta Pasini.

Como age: Topa tanto sexo sem compromisso quanto casos duradouros. Gaba-se por saber fazer cada mulher se sentir única. Por estar confortável na posição de traidor, joga charme e pode ser considerado irresistível.

O ocasional

Como ele é: Casado, tem um discurso do marido cem por cento fiel. Vive uma relação estável, feliz, mas sente falta de um friozinho na barriga de vez em quando.

Sua frase típica: "Foi mais forte que eu."

Por que decide trair: Graças a circunstâncias propícias, para liberar uma vontade reprimida, se energizar. "Para alguns, hoje, trair é como tomar um comprimido de aspirina quando se tem dor de cabeça", compara Pasini. "É um divertimento excitante para a nostalgia conjugal, um ‘arrepio’ de erotismo e de novidade, o desejo de fugir à ‘realidade’ da realidade. Muitas traições advêm de um lapso de tempo tão curto que podem ser definidas como traições relâmpagos", comenta o psiquiatra.

Como age: Investe em transas casuais e se aproveita de situações passageiras, como viagens de negócios.



Retirado e adaptado de: Nova Cosmopolita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem escreve?

Uma micro empresária, professora e tradutora intérprete da língua inglesa. Chama-se Martina Domingues, tem 23 anos e nasceu em Florianópolis - SC. Viajada, aventureira e blogueira nas horas vagas. Ama música, adora decorar a casa e também gosta muito de escrever. É na madrugada que ela geralmente vem aqui para escrever sobre qualquer coisa ou compartilhar o que acha pela internet com vocês.