Procurando algo?

07/03/2015

Adolescência: diga-me com quem tu andas e te direi quem és

Frase clichê, porém, que guarda um significado de extrema importância. Uma das coisas que aprendi com as relações interpessoais foi que as nossas companhias são tudo, e mudam tudo. Mudando nós também. Sem percebemos muitas vezes, elas nos modelam e definem quem somos, do que gostamos e do que não gostamos.

Conheci pessoas inteligentes, divertidas, engraçadas, boas de conversa, companheiras, etc.... mas que tinham ambições muito diferentes das minhas. Ou que não tinham muitas ambições na vida.  Ou que usavam drogas. Ou que saíam muito a noite. Ou que não queriam estudar ou trabalhar. Resumindo: pessoas que de certa forma, não combinavam comigo e nem com o que eu desejava para minha vida futuramente.

Nossos pais sempre nos avisaram e nós nunca escutávamos. Achávamos que sabíamos o que era melhor para nós. Até perceber que não. Estas companhias podem ser maravilhosas até certo ponto ou até determinado momento.
As diferenças nestes aspectos (ambições, hobbies, comportamentos, etc) podem prejudicar a amizade. Ou podem até nos prejudicar, até por que quem esta no buraco não quer ficar no buraco sozinho. 

Sem essa de querer dar uma de "descolado". Descolado é quem sabe se amar e ser exigente principalmente com as amizades!

Minha avó sempre disse que tudo que mais importa numa pessoa é a educação e a familia da qual ela vem. Eu sempre discordei, por que acreditava que as pessoas "legais" (divertidas, engraçadas, companheiras, etc) eram as melhores amigas. Grande bobagem. Qualquer um sabe ser "legal" e "divertido" quando quer ou quando convém. Mas uma pessoa que tenha educação sempre será gentil e terá respeito por ti.

Uma coisa eu aprendi nestes últimos anos: valorize quem te valoriza, e seja extremamente exigente com as companhias, por que as companhias fazem parte do meio social em que estamos inseridos, e o meio social em que estamos inseridos determina parte de nós. E também irá determinar parte da nossa história.

 Valorize quem gosta de passar a tarde inteira contigo fazendo nada. Quem te liga só por que quer um conselho. Quem te paga algo quando tu estas sem dinheiro. Quem faz questão da tua presença e quem te da bronca quando tu fazes papel de idiota. E principalmente aqueles que te dão bronca. Estes sim, se importam contigo. E querem o melhor pra ti.

Estas são pessoas que nos acrescentam, nos ensinam e nos botam pra cima. E são estas pessoas, que podem crescer ao nosso lado, como pessoas. Pessoas assim não são tão fáceis de encontrar. Mas existem. E quando encontramos, chamamos elas de reais amigos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem escreve?

Uma micro empresária, professora e tradutora intérprete da língua inglesa. Chama-se Martina Domingues, tem 23 anos e nasceu em Florianópolis - SC. Viajada, aventureira e blogueira nas horas vagas. Ama música, adora decorar a casa e também gosta muito de escrever. É na madrugada que ela geralmente vem aqui para escrever sobre qualquer coisa ou compartilhar o que acha pela internet com vocês.